CIMAL

Alentejo Litoral investiu 70% acima da média nacional em atividades culturais entre 2019 e 2022

Notícias

07 de fevereiro 2024

            Os municípios do Alentejo Litoral investiram mais 70% do que a média nacional em atividades culturais e criativas, conclui-se da avaliação dessa despesa por habitante nos últimos quatro anos, revelam os mais recentes dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

            Comparando a média dos últimos anos contabilizados (2019, 2020, 2021 e 2022), as cinco câmaras do Alentejo Litoral investiram, em média, 86,25€ por habitante/ano, enquanto em todo o país o valor se ficou pelos 49,9o€.

            Por percentagem, as autarquias de Alcácer do Sal, Grândola, Odemira, Santiago do Cacém e Sines dedicaram mais 72,8% de verbas do que a média nacional na promoção de espetáculos e outros eventos culturais e criativos naqueles quatro anos.

            Quando os orçamentos para a cultura são avaliados por anos, constata-se, por exemplo, que em 2022 a diferença foi ainda mais acentuada, já que pelo Alentejo Litoral o investimento foi de 116,10€ por habitante, enquanto a média nacional foi de 55,70€, o que se traduz num investimento médio superior em 108,4% - mais do dobro.

            Dos quatro anos contabilizados, aquele em que os valores se aproximaram mais foi 2021 (ano de pandemia Covid 19), quando a média nacional foi de 47,40€/hab.  e no Alentejo Litoral atingiu 68,70€/hab, o que significa um investimento 44,9 % superior em atividades de âmbito cultural nos cinco concelhos que integram a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral (CIMAL).

Multimédia

Transportes Público Rodoviário mais Barato
Projeto de Regulamento - consulta públicaCentro Intermunicipal de Apoio ao Consumidor

Contactos

  • Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral
  • (+351) 269 450 110
  • Edifício GAT, Largo Manuel Sobral, 7570-132 Grândola